Tweet

Alguns videos !

Loading...

Pesquisar este blog

23/09/2010

Trujillo: "Somos privilegiados de estarmos na Austrália de novo"

A MTV australiana realizou uma entrevista com o baixista do Metallica, Robert Trujillo. Alguns trechos da conversa podem ser conferidos abaixo.

MTV: Então por que a sua banda escolheu lançar um EP de apresentações ao vivo da Austrália ao invés de outras regiões?

Robert: Para se completamente honesto, eu não sei porque escolhemos lançar as produções ao vivo da Austrália. Sabe, faz sentido nós estarmos aqui e já faz um tempo, alguns anos. Eu preciso dizer isto - eu acho que nós somos uma banda bem melhor do que quando estávamos aqui em 2004, então eu espero que as pessoas não critiquem o que elas ouvirem, mas é uma forma para nós de mostrar as pessoas da Austrália que estamos animados em estar aqui e nós queremos dar a elas alguma coisinha... Eu amo surfar, eu amo o estilo de vida aqui na Austrália e como banda, nós estamos animados em estar aqui.

MTV: O EP "Six Feet Down Under" cobre vários shows passados do Metallica, alguns que não foram nem gravados por vocês. Como vocês se sentem em descobrir essa grande rede de bootlegs do passado?

Robert: Eu apenas ouvi talvez três ou quatro músicas e obviamente algumas delas são bem cruas, e eu acho que há uma mágica nisso... Mas essa é a beleza do Metallica; nós estamos prontos para entregar qualquer coisa. Digo, nós não estamos tentando esconder nada - eu acho que é bom que as pessoas possam passar pela experiência do passado e do presente, e talvez da próxima vez que estivermos aqui, nós daremos algo para o futuro... Vai saber.

MTV: E o EP cobre a turnê do "St. Anger". Como a turnê mudou para você desde a última vez que você esteve aqui?

Robert: Eu realmente, honestamente acho que nós amadurecemos. Nós fizemos o "Death Magnetic" juntos, nós experimentamos todo o processo de gravar como um time e ser criativo e também o [produtor] Rick Rubin em nosso campo, então nós nos divertimos bastante. Nós todos tivemos um monte de crianças nascendo nos últimos anos então as experiências de vida sozinhas são bem especiais. Nós nos sentimos privilegiados e honrados de estarmos aqui de novo e estamos prontos para detonarmos e eu acho que as pessoas se divertirão.

MTV: Se juntar a banda depois de anos de carreira pode ser difícil. Há algo que você faria de diferente? E há coisas sobre os outros membros do Metallica que ainda te surpreende?

Robert: Sabe, quando eu me juntei a banda, era um campo frágil. As coisas estavam definitivamente em uma direção positiva, mas eu acho que James Hetfield [guitarra, vocais] ainda estava bem frágil saindo da reabilitação e todas as coisas que estavam rolando na sua vida. E quando nós começamos a gravar o "Death Magnetic", eu percebi uma grande diferença dos dias do "St. Anger". Ele estava bem mais solto, meio que mais alegre. Antes estava meio que andando sobre ovos. Tudo era de acordo com uma agenda, então se você estivesse dez minutos atrasado, você receberia o olhar mortal ou você teria que ter uma reunião sobre isso, e para mim, sendo o cara novo... Eu estava vivendo em Los Angeles na época e me mudando e tudo isso, e era bastante coisa pra ver, aprender todas as músicas... Agora é como se ele tivesse conseguido seu fogo de volta. O "Death Magnetic", para ele, foi uma grande conquista. Ele estava bem focado e nós nos divertimos muito no processo e é ótimo estar com esses caras agora, e ele está tão animado em estar aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário