Tweet

Alguns videos !

Loading...

Pesquisar este blog

23/06/2011

Mais informações sobre projeto do Metallica com Lou Reed

A RollingStone.com conversou recentemente com o Metallica e Lou Reed a respeito do vindouro projeto que resultará em um álbum, ainda sem título, com 10 músicas. Confira abaixo a matéria traduzida na íntegra.

Era uma junção improvável: a voz monótona de Lou Reed e suas histórias explícitas de desejo e desespero, com a energia apocalíptica do Metallica. Agora é uma união perfeita. Em uma recente e rápida série de sessões no estúdio do Metallica no norte de São Francisco, o rei nova iorquino do avant-rock e a maior banda de thrash metal do mundo gravaram um novo álbum de estúdio juntos, que é como nada que qualquer outro artista já fez antes. O disco, ainda sem título, conta com 10 músicas compostas por Reed com significativas contribuições nos arranjos da banda que sugere uma união raivosa de seu clássico noir de 1973, Berlin, e o destruidor "Master of Puppets" de 1986, do Metallica.

"Um casamento fabricado nos céus", disse Reed em sua primeira entrevista sobre o projeto, no lounge do estúdio durante uma pausa. "Eu sabia desde o primeiro dia que nós tocamos juntos: 'Oh, cara, isto é perfeição, bem na minha frente'."

"Eu não acho que nós nunca nos sentimos tão livres assim", disse o baterista do Metallica, Lars Ulrich, sentado próximo a Reed no sofá. "Não há nada que esteja fora dos limites para nós, nada que pareça como 'oh, o que acontece se formos para lá?'. A energia da gente" - ele aponta para Reed - "parece como se a gente não pudesse aterrissar em um lugar errado."
"Eles estão trazendo o Metallica, com todo o poder", confirma Reed. "E por eles serem tão sofisticados, onde quer que eu vá, eles estão comigo."

Reed e o Metallica tocaram juntos pela primeira vez em Outubro de 2009, nos shows do 25o. aniversário do Rock and Roll Hall of Fame. Ulrich, o vocalista-guitarrista James Hetfield, o guitarrista Kirk Hammett e o baixista Robert Trujillo tocaram com Reed duas de suas músicas clássicas. "Nós sabíamos a partir daí", disse Reed, "que nós fomos feitos um para o outro". Ele e a banda primeiramente planejaram fazer um álbum de seu material mais antigo, "jóias perdidas que ninguém mais lembra", como diz Reed. Isto mudou uma semana antes de Reed aparecer no estúdio do Metallica. Ele chamou a banda, propondo um disco de músicas que ele havia escrito para Lulu, uma produção teatral de história do autor alemão Frank Wedekind, dirigido por Robert Wilson e atualmente sendo apresentada em Berlim.

"Lars e eu ouvimos isso", disse Hetfield das demos de Reed, "e foi como 'uau, isto é bem diferente'. Eu estava com medo no começo, porque a música era tão aberta. Mas então eu pensei, 'isto poderia ir a qualquer lugar'". O Metallica começou a compor partes construídas dos ritmos vocais e padrões eletrônicos das demos.

O resultado é sem precedentes e firme. "Pumping Blood" começa com um zumbido que termina em uma marcha, vai para o speed-metal e acaba em seções livres - tudo em sete minutos, gravado ao vivo em um take só. Outra faixa, "Mistress Dread", conta com os vocais de Reed junto de um riff tocado em velocidade alucinante. "Não parecia como se fossemos sua banda de apoio", clama Hammett. "Parece como se fossemos uma banda diferente, em uma situação que nunca estivemos antes". E, Trujillo nota, "está nos tornando uma banda melhor".

Ulrich disse que o álbum está "90 porcento" finalizado. Mas ainda não há planos de lançamento. Reed não tem um contrato com gravadora e o Metallica não está mais na Warner Bros. "Nós estamos livres para ir onde quisermos", disse Ulrich. "Eu estou obviamente animado para as pessoas ouvirem isto, em qualquer forma, nós sentimos que é certo."

Hetfield tinha uma condição. "Eu disse a Lou que eu queria estar lá quando as pessoas ouvissem", disse ele. "Eu quero ver suas caras".

Fonte:www.metalremains.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário