Alguns videos !

Loading...

Pesquisar este blog

31/05/2010

Orphaned Land comenta sobre abrir para o Metallica

Em 22 de Maio, a banda israelense Orphaned Land abriu para o Metallica em Tel Aviv, no Ramat Gan Stadium.

Kobi Farhi, vocalista da banda, comentou sobre abrir para os gigantes do thrash metal: "Foi há 17 anos, em 1993, quando eu vi o Metallica pela primeira vez. Não havia quase shows de metal de bandas estrangeiras em Israel naquela época. Eu ainda lembro daquele dia; eu tinha apenas 17 anos. O momento em que eles tocaram 'Fade to Black' é com certeza um dos destaques da minha adolescência. O tempo passou e aqui estamos nós, compartilhando o palco com os pais do metal."

"O Orphaned Land existe há 18 anos agora, nós atingimos algum sucesso e fizemos turnê pelo mundo. Ainda assim, eu não consigo lembrar quando estive tão animado assim. O fato de que nós até tivemos uma pequena conversa com os membros do Metallica é um momento para se recordar. Eu sei que eles são apenas humanos, mas eles são nossos heróis de infância!"

"Foi uma noite e tanto para relembrar e um ótimo encerramento para este momento de adolescência que tive com o Metallica."

"Infelizmente, nós vimos apenas seis músicas do espetacular show do Metallica, e então tivemos que correr para o aeroporto para pegar um voo para tocar no igualmente fantástico Rock Hard Festival na Alemanha."

"Nós chegamos no domingo no local, um dia ensolarado e uma atmosfera rara, um tipo de grande família metatálica junta. Os fãs foram ótimos, nós também encontramos muitos amigos que vieram, todos estavam vermelhos como tomates (por causa do sol) e o show foi uma grande festa."

"Obrigado, Metallica!!! Obrigado, Rock Hard Festival!!"

Trujillo ajuda família Pastorius a recuperar baixo

O site oficial do Metallica foi atualizado com a seguinte notícia, a respeito do envolvimento de Robert Trujillo com a recuperação do "Bass of Doom" de Jaco Pastorius:

Jaco Pastorius tem sido considerado há tempos como um dos, se não o mais, baixistas mais influentes de todos os tempos e como alguns devem saber, é o herói pessoal de Robert. Então após ouvir uma conversa por telefone de que o lendário "Bass of Doom" apareceu depois de estar perdido por mais de vinte anos, mas estava preso em uma batalha legal feia, Robert instintivamente ofereceu ajuda a família de Pastorius em sua recuperação. O final feliz é que o baixo está com Robert e a família Pastorius... Uma verdadeira peça da história da música.

Como tantos outros músicos notáveis, Jaco Pastorius morreu jovem, com apenas 35 anos, mas seu legado perdurou o teste do tempo. Com suas técnicas pioneiras, carisma e performances de palco espetaculares, e seu jeito único inconfundível, Jaco deixou para trás um legado musical que continuou a inspirar e influenciar gerações ao redor do mundo. Através de seu aclamado criticamente álbum de estréia homônimo, seu trabalho com o grupo de jazz/fusion Weather Report, cujo álbum "Heavy Weather" é um dos álbuns mais vendidos de jazz de todos os tempos, e suas colaborações com o cantor/compositor Joni Mitchell, a reputação de Jaco e influência cresceu para permear muitos estilos e gêneros musicais.

O lendário "Bass of Doom", apelidado pelo próprio Jaco, é um baixo de jazz Fender 1962 que Jaco removeu as trastes e trabalhou em seu braço com massa epóxi. Este baixo customizado foi o único instrumento sem traste que Jaco usou para gravar durante sua carreira até que ele foi roubado de um banco de parque de Manhattan em 1986. Apesar de repetidas tentativas de amigos e da família de localizá-lo, o paradeiro do famoso baixo permaneceu desconhecido até que surgiu no início de 2006 em uma pequena loja de guitarra no West Side de Nova Iorque. Infelizmente o dono da loja se recusou a devolvê-lo a família Pastorius, resultando em um processo legal.

Quase dois anos se passaram antes que Robert fosse capaz de ajudar a tornar possível que a família resolvesse o caso e reganhasse controle do baixo do patriarca. Quando perguntado sobre seu envolvimento, Robert comentou, "eu senti uma forte sensação de que isto era a coisa certa a ser feita para Jaco, e a família, custasse o que for."

27/05/2010

Hetfield: "Sou um straight-edge renascido"

A última edição da So What!, a revista oficial do fã-clube do Metallica, conta com uma nova entrevista com o frontman da banda, James Hetfield, na qual ele discute sobre suas tatuagens. Um trecho da conversa pode ser conferido abaixo.

So What!: (Pego vendo uma tatuagem) ...esta é nova, certo? Desculpe...

Hetfield: Straight-edge? Sim.

So What!: Você não vai fugir com o último comentário, a propósito. Nós teremos que voltar a isso. Mas de qualquer forma, o X do straight-edge.

Hetfield: Certo. Bem, straight-edge, esta foi certamente um design próprio. Sabe, a antiga tatuagem straight-edge, é só um grande X na sua mão. Sem bebedeiras, e eu não bebo. É como quando você vai em clubes, eles colocam um X na sua mão...

So What!: Certo. É porque você não mostrou seu RG.

Hetfield: E eu não bebo ou uso drogas. Isso é vida straight-edge. Obviamente eu não sou straight edge - um verdadeiro straight-edge nunca teve nada disso durante sua vida inteira. Mas eu sou um straight-edge renascido.

So What!: Eu sempre associei Minor Threat e Ian MacKaye e esses caras com punk straight-edge. Era isso que eles eram.

Hetfield: Com certeza. Há algumas pessoas que são straight-edge desde que nasceram. Então esta foi a minha tentativa no X do straight-edge, sabe?

24/05/2010

Setlist de Tel Aviv, Israel

No show realizado hoje, 22 de Maio, em Tel Aviv, Israel, o Metallica tocou a seguinte setlist:

Creeping Death
For Whom The Bell Tolls
Ride The Lightning
Harvester Of Sorrow
Fade To Black
That Was Just Your Life
The End Of The Line
The Day That Never Comes
Sad But True
Broken, Beat and Scarred
One
Master Of Puppets
Blackened
Nothing Else Matters
Enter Sandman
- - - - - - - -
Stone Cold Crazy
Whiplash
Seek and Destroy

21/05/2010

Newsted: "Levou 10 anos para voltar com os pés no chão"

Tony Hicks do Contra Costa Times realizou uma entrevista com o ex-baixista do Metallica, Jason Newsted, sobre sua primeira mostra de arte, que acontece até o dia 27 de Junho no Micaela Gallery em São Francisco, Califórnia. Confira alguns trechos da conversa abaixo.

Sobre suas pinturas:

"Isto se tornou um dogma - um estilo de pintura surgido da necessidade. Isto é o que eu deveria fazer. A razão mais poderosa de eu fazer isto é que eu me afasto da tela e digo, 'eu não tinha idéia de que isto estava em mim'. Algumas das primeiras pinturas foram as melhores. Foi como fascínio de criança."

"Uma tela em branca é silêncio. Eu sempre toquei alto - minha arte é alta. É uma transferência direta. Eu sempre soube trabalhar em equipe. Agora eu sou o atacante. Eu recebo a glória ou a culpa."

Sobre sair do Metallica:

"Levou 10 anos para mim para descomprimir e voltar com os pés no chão de tudo isso. Você tem que ter um propósito. É por isso que as pessoas acabam mexendo com drogas ou álcool. Porque elas não tem propósito."

Sobre receber uma mensagem semana passada do ex-baterista do AC/DC, Chris Slade, que disse que ele estava "procurando por (Jimmy) Page e Newsted":

"Jimmy Page e Chris Slade. Que horas que vocês me querem lá? Quando você é chamado pelo primeiro nome pelos caras cujos pôsteres costumavam ficar na sua parede - e ainda ficam, já que meu pai manteve meu antigo quarto do jeito que era com pôsteres do Led Zeppelin, e Aerosmith, e AC/DC - surreal é a palavra para isso."

Sobre seu primeiro comprador em potencial - a mesma pessoa que certa vez estabeleu um novo recorde de preço ao comprar um Basquiat:

"Lars [Ulrich; baterista do Metallica] comprará um."

Sobre ser surpreendido pela aparição do baterista do Metallica na abertura da mostra de arte de Newsted:

"Foi uma grande conquista. Eu na verdade quero fazer uma peça para eles. Eu tenho que ir e conferir suas casas de novo para ver o que eu posso fazer."

19/05/2010

Vídeo de Ulrich no Get Him To The Greek

O baterista do Metallica, Lars Ulrich, faz uma participação especial como ele mesmo no "Get Him To The Greek", um filme americano de comédia, dirigido por Nicholas Stoller e estrelando Russell Brand e Jonah Hill. O filme, que também foi escrito por Stoller, está previsto para ser lançado em 4 de Junho nos EUA.

"Get Him To The Greek" é um spin-ff de "Forgetting Sarah Marshall" (lançado como "Ressaca de Amor" no Brasil), reunindo o diretor Stoller com Hill e Brand. Brand volta a interpretar seu personagem Aldous Snow de "Forgetting Sarah Marshall", enquanto Hill interpreta um personagem totalmente novo.
Confira abaixo um trecho da participação de Ulrich no filme:

">

Setlist primeira noite de Lisboa, Portugal

Na primeira noite de show em Lisboa, Portugal, realizada hoje, 18 de Maio, o Metallica tocou a seguinte setlist:

That Was Just Your Life
The End Of The Line
Ride The Lightning
Through The Never
Fade To Black
Broken, Beat And Scarred
My Apocalypse
Sad But True
The Unforgiven III
The Four Horsemen
One
Master Of Puppets
Battery
Nothing Else Matters
Enter Sandman
- - - - - - - -
Stone Cold Crazy
Phantom Lord
Seek and Destroy

17/05/2010

Uma carta para Ronnie

O site oficial do Metallica foi atualizado com a seguinte carta de Lars Ulrich, a respeito do falecimento de Ronnie James Dio:

Querido Ronnie,

Eu acabei de sair do palco em Zagreb. Eu recebi a notícia de que você se foi. Eu estou meio em choque, mas eu quero que você saiba que você era uma das principais razões de eu ter chegado até este palco, para começar. Quando eu te vi pela primeira vez no Elf, abrindo para o Deep Purple em 1975, eu fui detonado pelo poder de sua voz, sua presença de palco, sua confiança, e a facilidade com que você parecia se conectar com os 6 mil dinamarqueses e um menino de 11 anos estarrecido, a maioria que não estava familiarizado com a música do Elf. No ano seguinte, eu estava tão animado quando ouvi os resultados de você juntando forçar com meu guitarrista favorito. Vocês soavam tão certos um para o outro e eu instantaneamente tornei o fã número 1 do Rainbow na Dinamarca. No outono de 1976, quando você tocou seu primeiro show em Copenhagen, eu estava literalmente na primeira fila e as poucas vezes que tivemos contato visual, você me fez sentir a pessoa mais importante do mundo. A notícia de que vocês ficariam na cidade no dia de descanso, de alguma forma grudou no meu cérebro e eu fiz a jornada até o Plaza Hotel para ver se eu poderia de alguma forma conseguir uma foto, um autógrafo, um momento, qualquer coisa. Algumas horas depois você saiu e foi tão gentil e atencioso... Fotos, autógrafos e alguns minutos de brincadeiras casuais. Eu estava no topo do mundo, inspirado e pronto para qualquer coisa. Rainbow veio a Copenhagen mais algumas vezes nos anos seguintes e cada vez vocês detonavam minha mente, e por uns bons três anos vocês foram minha banda favorita absoluta neste planeta. Durante os anos, eu fui sortudo o suficiente em cruzar com você meia dúzia de vezes mais ou menos, e cada vez você era tão gentil, atencioso e gracioso como foi em 1976 fora do hotel. Quando nós finalmente tivemos a chance de tocarmos juntos na Áustria em 2007, mesmo que eu não tenha deixado transparecer, eu fui literalmente transformado de volta naquele garoto ranhento que você encontrou e inspirou 31 anos antes, e foi uma grande honra e um sonho que se tornou verdade compartilhar um palco com você e o resto das lendas no Heaven and Hell. Algumas semanas atrás quando eu ouvi que você não conseguiria tocar nos shows do Sonisphere que nós compartilharíamos em Junho, eu queria te ligar para que soubesse que eu estava pensando em você e te desejar bem, mas eu meio que fugi, achando que a última coisa que você precisaria em sua recuperação era se sentir obrigado a receber uma chamada de um fã/baterista dinamarquês. Eu gostaria de ter feito essa chamada. Nós sentiremos muito sua falta nas datas, e nós pensaremos em você com grande admiração e afeto durante esse trajeto. Parecia tão certo ter você em turnê com os chamados "Big Four" já que obviamente você era uma das principais razões das quatro bandas até existirem. Seus ouvidos definitivamente queimarão durante essas duas semanas porque todos nós falaremos, relembraremos e compartilharemos histórias sobre como te conhecer tornou nossas vidas muito melhor.

Ronnie, sua voz impactou e me deu forçar, sua música me inspirou e influenciou, e sua generosidade me tocou e me moveu. Obrigado.

Com amor,

Lars

Ulrich no Guitar Hero 6

Segundo a 1up.com, personagens jogáveis são coisas do passado na franquia do Guitar Hero, de acordo com os primeiros detalhes do Guitar Hero 6, divulgados na última edição da revista oficial do Xbox.

Embora não sejam jogáveis, o baterista do Metallica, Lars Ulrich, e o frontman do Kiss, Gene Simmons, estão confirmados para aparecerem no jogo. Simmons narrará o novo modo carreira, onde os jogadores "recrutarão" outras estrelas do rock e desbloquearão seus conjuntos de músicas. Você também poderá desbloquear o alter-ego do músico (como o Lars se tornando o "Lars Guerreiro"), que lhe dará poderes bônus.

Queen, Black Sabbath e Kiss estão entre os artistas com músicas confirmadas no jogo, que deverá sair no final do ano.

15/05/2010

Surto de leptospirose no local de show da Croácia

Segundo o Croatian Times, mais de 60 cavalos foram isolados após um surto de leptospirose no hipódromo de Zagreb, Croácia, apenas alguns dias antes das 30 mil pessoas esperadas para um show do Metallica que acontece lá no domingo.

A doença é usualmente espalhada por ratos para outros animais, mas quando transmitida para humanos - através do contato de água contaminada por rachaduras na pele ou pelo olho - ela pode causar aborto, inflamação do rim e possivelmente morte. A bactéria morre no sistema digestivo.

Os organizadores do show do Metallica não parecem preocupados com o surto. "Nós deveríamos ter sido informados, mas obviamente eles não acharam que fosse necessário pois acreditam que não há perigo. Os cavalos não entrarão em contato com o público, e durante os últimos 10 dias, eles nem andaram pela área onde o público estará", disse Vladimir Ivankovic, diretor da Lupa Promotions que organizou o show.

Mais um show em Brisbane, Austrália

Mais um show na Austrália foi confirmado, em Brisbane. Confira abaixo o comunicado oficial:

Um terceiro e último show foi adicionado a turnê australiana - 16 de Outubro em Brisbane. Os ingressos já se esgotaram, mas nós temos alguns guardados para os membros do MetClub neste momento, até as 5:00 PM da sexta-feira, 14 de Maio. Não demore... Os ingressos estão indo bem rápido para todos os shows da Austrália e Nova Zelândia, que estão completamente esgotados.

Ingressos se esgotam em 20 minutos na Nova Zelândia

Segundo o site Stuff.co.nz da Nova Zelândia, os ingressos para os dois shows do Metallica em Auckland esgotaram em apenas 20 minutos na manhã desta quinta-feira, 13 de Maio, deixando alguns fãs furiosos por ficarem de mãos vazias.

Os ingressos foram a venda as 9 a.m. e os promotores dos dois shows, em 13 e 14 de Outubro no Vector Arena, informaram que eles se esgoraram as 9:20 a.m.

A Stuff.co.nz recebeu diversas reclamações de fãs que tentaram comprar pela internet, mas não conseguiram.

"Eu estava no site a partir das 8:50 a.m. e nada. Ambas as pré-vendas falharam e com certeza nenhum presente de 25 anos para mim. Seria o melhor começo da minha lua de mel também", disse um usuário chamado Chris.

"De novo, o site da Ticketmaster é instável e não compatível com as necessidades atuais", disse outro usuário chamado Mark.

Setlist segunda noite de Belfast, Irlanda

Na segunda noite de show realizada hoje, 12 de Maio, em Belfast, Irlanda, o Metallica tocou a seguinte setlist:

That Was Just Your Life
Cyanide
Harvester Of Sorrow
Fuel
The Day That Never Comes
Sad But True
The Four Horsemen
The Memory Remains
The Unforgiven
The Judas Kiss
One
Master Of Puppets
Battery
Nothing Else Matters
Enter Sandman
- - - - - - - -
Stone Cold Crazy
Hit The Lights
Seek and Destroy

Confira trechos de nova biografia de Hetfield

Confira abaixo trechos traduzidos de "James Hetfield: The Wolf At Metallica's Door", a biografia não autorizada do icônico frontman do Metallica, que está prevista para ser lançada em 22 de Abril na Europa pela Independent Music Press (não há previsão de lançamento no Brasil). Assinado pelo autor escocês e jornalista Mark Eglinton, o livro conta com entrevistas com figuras chaves do passado de Hetfield, que dão uma visão sobre a educação dura que moldou o homem que ele se tornaria mais tarde.

Como um aspirante a rock-star em sua própria mente, trabalho normal não era algo que James Hetfield se interessava muito, e para tornar as coisas piores, sua mãe insistia que ninguém pensaria em contrata-lo a não ser que ele cortasse seu cabelo. Isto, segundo James, não aconteceria em breve. "Bem, cabelo longo é parte da música, mãe. Sabe, se eu tiver cabelo curto, eu não posso tocar rock, sabe. Não tem como", Hetfield admitiu posteriormente.

Cabelo longo ainda intacto, a música continuou a ser a fuga escolhida e nesta época James estava procurando ativamente uma banda para entrar ou formar.

Assim como Ron McGovney, outro colega chamado Dave Marrs tinha um gosto similar pelo rock do final dos anos 70 (inicialmente sem se conhecerem). Como resultado, foi talvez inevitável para eles gravitarem juntos.

-----

"Ron e eu na verdade éramos amigos primeiro, e todos nós conhecíamos James, mas ele nunca estava em nosso pequeno círculo de amigos que tínhamos", Dave disse ao autor. "Então no colegial, ele estava na mesma turma que eu de biologia e eu estava com a minha camiseta do Kiss, e ele estava com a sua camiseta do Aerosmith, e nós nos tornamos realmente bons amigos. Tudo meio que começou a partir daí."

Então James, Ron e Dave estavam no mesmo círculo - baseado imensamente no amor pela música - e esta foi uma ligação que duraria por vários anos. O grupo passaria tempo fazendo coisas que as crianças fazem, que em Downey significa ir no curso de mini-golf da cidade onde há video-games, ou o boliche local onde o trio passava o tempo livre jogando sinuca. Nada fora do comum, apenas vida comum de adolescentes nos subúrbios californianos.

Os dias de escola continuaram na Downey do final dos anos 70, com o rock tomando uma posição no topo deste grupo de adolescentes de mentalidade parecida. Embora James passasse a maior parte do tempo pensando em como entrar em algum tipo de banda, ele não era totalmente sem talento em outros departamentos. "Eu diria que ele era um estudante bem normal em geral", relembra McGovney. "Praticar guitarra tomava muito do seu tempo! Mesmo naquela época, era óbvio que música era o caminho a seguir. Mas ele ia bem nas aulas de arte, no entanto, e provavelmente poderia ter feito uma carreira disso", completa McGovney.

Este talento artístico precoce é algo que se provaria útil no futuro, e a habilidade de Hetfield criar uma imagem - seja artisticamente para uma capa de álbum, ou liricamente para uma música - seria de um valor intrínseco para seu futuro papel em todas as suas bandas, mais notavelmente no Metallica.

Por mais que James quisesse formar sua própria banda e por mais desesperado que ele estivesse para ser a força por trás disso, aquilo que ofereceria a James sua primeira chance de tocar - simplesmente chamada Obsession - foi fruto de dois irmãos chamados Ron e Rich Veloz. Marrs conta a história sucintamente: "Eu era bom amigo dos irmãos Veloz e eles tinham algo rolando com a banda deles. Eles tinham outro amigo com eles chamado Jim Arnold também. Eles falaram, 'nós precisamos de outro guitarrista', e foi assim que James acabou entrando no Obsession."

Arnold mesmo disse ao autor sobre a primeira vez que ele foi na casa de James: "O que eu lembro mais é que ele tinha uma silhueta em tamanho real na parede do quarto. Do que eu lembro, era Steve Tyler e Joe Perry do Aerosmith, e eu acho que ele disse que sua mãe que pintou para ele. Era bem legal!"

Obsession consistiria no Hetfield na guitarra, os dois irmão Ron e Rich Veloz no baixo e bateria, e Jim Arnold na guitarra solo. Qualquer banda precisa de uma equipe de roadies boa, então McGovney e Marrs entraram exatamente para isso, embora Marrs tenha admitido que o papel deles era talvez um pouco exagerado: "Nós éramos mais como amigos do que roadies de verdade."

Os irmãos Veloz tinham uma garagem e esse espaço se tornou o local para ensaios com Marrs e McGovney fazendo um tipo de painel de controle cru para dar ao lugar um pouco de efeitos de luz básicos. Marrs relembra os detalhes: "Eles só tocavam em festas de fundo de quintal naquela época. Eles eram só a sua banda normal de garagem. Eles faziam covers de UFO, e eu acho que eles tocavam 'Communication Breakdown', músicas boas como essa. Eu lembro que os irmãos Veloz tinham alguns semáforos ou algo assim, e eles penduraram na garagem e nós íamos lá e brincávamos com as luzes. Nós éramos crianças de 15 anos e não sabíamos o que estávamos realmente fazendo lá, com certeza não sabíamos. Foram bons tempos no entanto."

Jim Arnold morava no final da rua na época, e ele também tem boas memórias dos dias de garagem do Obession: "Nós contruímos uma parede dentro da garagem e isolamos acusticamente metade dela usando carpete e papelão. James vivia há algumas milhas dalí e ele usava o carro da sua mãe para dirigir até lá, ou nós íamos e o pegávamos. Nós passamos muito tempo nessa garagem; era nosso lugar para praticar e festear."

Embora não existam gravações da banda em ação, é seguro dizer que o Hetfield da época do Obsession e aquele que todos nós conhecemos agora são polos distintos.

Mais shows na Austrália

O site oficial do Metallica foi atualizado com mais 4 datas de shows na Austrália:

- 23 de Outubro: Perth
- 13 de Novembro: Sydney
- 15 de Novembro: Adelaide
- 21 de Novembro: Melbourne

08/05/2010

Newsted fala sobre sua mostra de arte



A primeira exibição de arte do baixista Jason Newsted está acontecendo entre os dias 4 de Maio e 27 de Junho de 2010 no Micaela Gallery em São Francisco, Califórnia.

A exibição abriu para o público com uma festa de lançamento nesta última quinta-feira, 6 de Maio, das 5:00 p.m. as 7:30 p.m., com a participação de Newsted.

"Eu comecei descobrindo quais técnicas me permitiriam desenhar e pintar enquanto meu braço estava enfaixado, então eu joguei coisas na tela usando uma espátula, com uma mão", Newsted - cuja apresentação conta com só seis de suas cerca de 1000 pinturas - disse a Rossiter Drake da SFWeekly.com. "Foi com um propósito. Eu queria que cada peça significasse algo, e eu queria pintar uma pintura por dia, como uma reflexão daquilo que eu estava vivendo e respirando naquela época. A mentalidade era a mesma que meu modo de escrever música."

Newsted disse a SFWeekly.com que ele nunca pensou em ter uma exibição de arte até 2006. Naquela época, ele estava trabalhando no "Rock Star: Supernova" da CBS, e a rede queria decorar a casa dos participantes com seus discos de ouro e platina. "O diretor de arte veio a minha casa, viu minhas pinturas, e perguntou quem eram as minhas influência", explicou Newsted. "Eu disse Hanna-Barbera - 'Os Flinstones', 'Os Jetsons'. Eu nunca estudei com ninguém. Ele perguntou se eu gostaria que as figuras aparecessem em um programa de TV, na casa onde todos as crianças do karaoke ficavam. Eu disse claro. E as pessoas começaram a me oferecer dinheiro pelas pinturas. Então com isso, e todo o feedback positivo que eu estava recebendo, eu comecei a levar a pintura a sério."

Ele completou, "há algumas pessoas que não vão gostar do que eu faço, e elas já fizeram suas cabeças antes. Elas veem outro músico que pinta, ou outro escritor que pinta. Está tudo bem. Eu vi algumas pessoas zoando as pinturas hoje de noite, mas não me incomodou. Eu não quero que todos gostem das minhas coisas."

"É bem como a música. Há muitos pintores, e muitos músicos. Mas você precisa ser bom. Você tem que ser. Eu me convenci de que isto era uma boa idéia, e as vibrações positivas que eu sinto me dizem que eu tomei a decisão correta."

Mais datas de shows na Oceania

Devido à forte procura de bilhetes, o Metallica acrescentou mais datas à sua recém-anunciada turnê na Nova Zelândia e Austrália no mês de Outubro e Novembro.

No site oficial a banda informa:

"Uau... a pré-venda de bilhetes foi alucinante, devido a isso acrescentaremos mais datas à turnê"

A "World Magnetic Tour - 2010" passará pela Austrália e Nova Zelândia nas seguintes datas:

Outubro
13 - Auckland, Nova Zelândia - Vector Arena
18 - Brisbane, Austrália - Centro de Entretenimento
19 - Brisbane, Austrália - Centro de Entretenimento*
22 - Perth, Austrália - Burswood Dome

Novembro
10 - Sydney , Acer Arena - Austrália
11 - Sydney, Austrália - Acer Arena*
15 - Adelaide , Centro de Entretenimento - Austrália
18 - Melbourne, Austrália - Rod Laver Arena
20 - Melbourne, Austrália - Arena Rod Laver*

As datas com (*) foram acrescentadas após a enlouquecida venda de ingressos.

03/05/2010

Master of Puppets eleito melhor álbum de heavy metal de todos os tempos

O disco de 1986 do Metallica, "Master of Puppets", foi nomeado o "melhor álbum de heavy metal de todos os tempos" em uma enquete realizada pelo site MusicRadar.com.

Com os resultados divulgados no International Noise Awareness Day, o MusicRadar.com se juntou com a Metal Hammer, a revista mais famosa de heavy metal do Reino Unido, para criar uma contagem regressiva dos discos definitivos para bater cabeça. A enquete online atraiu mais de 6 mil votos dos músicos e entusiastas do metal.

Com espetaculares 20% do total de votos, "Master of Puppets" continua tão popular hoje quanto quando foi lançado em Março de 1986. Aclamado pelos fãs e pela crítica, o álbum já recebeu múltiplos discos de platina, chegando a vender mais de seis milhões de cópias só nos EUA, apesar de não ser tocado em rádios, e não ter singles ou clipes.

A presença do Metallica na cena heavy metal é evidente na parada, com quatro de seus álbuns aparecendo no top 25 do MusicRadar.com. Hoje, a banda continua a tocar em shows esgotados através do globo, com sua música aparecendo regularmente em jogos de sucesso, incluindo Guitar Hero e Rock Band.

A banda norte-americana venceu o lendário álbum "The Number of the Beast" do grupo do Reino Unido, Iron Maiden, que ficou em segundo lugar. Em terceiro lugar, aparece "Appetite for Destruction" do Guns N' Roses.

Segundo Mike Goldsmith, editor-chefe do MusicRadar.com, "seja AC/DC fazendo a trilha sonora de 'Iron Man 2', Rage Against The Machine conquistando a primeira posição na parada natalina do Reino Unido, ou o Iron Maiden ganhando um Brit Award, o heavy metal não é mais uma preocupação underground. Mais de 6 mil músicos e metaleiros concordaram e votaram na enquete mais popular feita pelo MusicRadar.com até o momento. É mais um prêmio para a obra de arte do thrash do Metallica e a trilha sonora perfeita para o International Noise Awareness Day. Aumenta o som!"

Alexander Milar, editor da Metal Hammer, completou, "este é um resultado emocionante - mas não será surpresa para os fãs de longa data, já que o 'Master of Puppets' do Metallica é um marco absoluto para nosso amado estilo. Variando da detonante e frenética 'Battery' a majestosa elegância de 'Orion', 'Master of Puppets' ainda explode com o jeans suado do começo mais humilde da banda. O Iron Maiden deveria ter ganhado a enquete? Ou o Guns N' Roses é realmente heavy metal? Debates como esses durarão para sempre, e é um testamento da inteligência e paixão incrível dos metaleiros ao redor do mundo."

Melhores álbums de todos os tempos, segundo a MusicRadar.com:

01. Metallica - Master of Puppets (1986)
02. Iron Maiden - The Number of the Beast (1982)
03. Guns N' Roses - Appetite for Destruction (1987)
04. Metallica - Ride the Lightning (1984)
05. Slayer - Reign in Blood (1986)
06. Megadeth - Rust in Peace (1990)
07. Black Sabbath – Paranoid (1970)
08. AC/DC - Back in Black (1980)
09. Pantera - Vulgar Display of Power (1992)
10. Iron Maiden - Powerslave (1984)

Anunciados shows na Austrália e Nova Zelândia

O site oficial do Metallica foi atualizado com a seguinte notícia, com datas de turnê para 2010 na Oceania.

Nós estaremos lá... esse Outono

Nós sabemos, nós sabemos... Tem MUITO tempo que visitamos essa parte do mundo, mas estamos aqui para contar a vocês que o jogo começou!!! Não podemos esperar para ir para a Nova Zelândia e muitas partes da Austrália levando a turnê World Magnetic Tour para lugares onde nunca esteve. Começando em 13 de Outubro de 2010 em Auckland, Nova Zelândia, também estaremos em Brisbane, Perth, Sydney, Adelaide e Melbourne... datas e locais estão abaixo.

Ingressos estarão a venda na Quinta-feira, 13 de Maio as 9:00 no horário local. Como sempre, Sócios do MetClub devem checar www.metclub.com para as datas de pré-venda.

Esperamos ver lá todos nossos amigos que esperaram pacientemente (ou talvez nem tão pacientemente!) por 6 anos!

13 de Outubro - Auckland, Nova Zelândia - Vector Arena
Venda a partir de 13 de maio

18 de Outubro - Brisbane, Austrália - Entertainment Centre
Venda a partir de 13 de Maio

22 de Outubro - Perth, Austrália - Burswood Dome
Venda a partir de 13 de Maio

10 de Novembro - Sydney, Austrália - Acer Arena
Venda a partir de 13 de Maio

15 de Novembro - Adelaide, Austrália - Entertainment Centre
Venda a partir de 13 de Maio

18 de Novembro - Melbourne, Austrália - Rod Laver Arena
Venda a partir de 13 de Maio

Mudança de local do show de Praga, República Tcheca

O site oficial do Metallica foi atualizado com a seguinte mensagem sobre a mudança de local do show de Praga, República Tcheca:

Realocado para mais perto de Praga

Se você está planejando sua viagem para o festival Sonisphere na República Tcheca em 19 de Junho, apenas uma nota para avisar que o show mudou de Mimon Airport para Milovice Airport, apenas a 47 km de Praga.

Hetfield roubado em Moscou?

Segundo o Prime Time Russia, o frontman do Metallica, James Hetfield, foi supostamente roubado em um restaurante de Moscou durante o final de semana.

Hetfield alega que ele e seus colegas de banda comeram saladas e carnes no valor de 8000 rublos (US$270). O frontman pagou com cartão, mas depois viu que foi cobrado mais de 19000 rublos - mais que o dobro da conta original.

Quando voltou ao restaurante para reclamar, o gerente mostrou a ele o recibo da quantia reclamada com sua assinatura. Hetfield, no entanto, acha que sua assinatura pode ter sido falsificada.